• Angelo Davanço

Biblioteca Padre Euclides ganha fanzine



O dia 12 de outubro está prestes a se tornar ainda mais especial para a população de Ribeirão Preto. Dia da Criança, Dia de Nossa Senhora Aparecida – aclamada como Padroeira do Brasil – e Dia Nacional do Fanzine, este segundo sábado do mês de 2019, agora, também será conhecido como o dia do lançamento oficial do “Bibliozine”, o fanzine criado por dezenas de pessoas interessadas na preservação da memória da centenária Biblioteca Padre Euclides.


Resultado de uma oficina de fanzines coordenada pelo jornalista e fanzineiro Angelo Davanço, em junho último, na biblioteca, no 5º Encontros Plures Moura Lacerda, a publicação tem 24 páginas e trabalhos de ilustração, quadrinhos, colagem e poesia. O lançamento, às 10 horas, reunirá participantes da oficina, artistas de diferentes áreas e convidados em geral na própria biblioteca (rua Visconde de Inhaúma, 490 – 1º andar). O evento é gratuito.


O Dia Nacional do Fanzine não é oficial, nem foi institucionalizado, mas os amantes da arte da tesoura, cola e fotocopiadora consideram o 12 de outubro porque, nesta data, no ano de 1965, na icônica cidade de Piracicaba, também berço do mais importante Salão de Humor do país, o artista Edson Rontani lançou o boletim “Ficção”, considerado o primeiro fanzine do Brasil.



A Oficina de Fanzines do Encontros Plures promovida para a produção do material sobre a história da Biblioteca Padre Euclides reuniu um público diverso, plural: pessoas ligadas à fotografia, à arquitetura, ao movimento Urban Sketchers (artistas que desenham em locações nas cidades, vilas e aldeias onde vivem, passeiam ou viajam), quadrinistas, roteiristas, jornalistas e até quem não segue tendência cultural ou artística alguma.


Fanzines, ou zines, são publicações alternativas e de baixo custo, geralmente produzidas em fotocopiadoras. Suas páginas trazem ilustrações, textos e colagens, em um processo de produção livre de regras do mercado editorial. Eles mostram o trabalho de novos talentos, divulgam informações pouco exploradas pela mídia convencional e fazem registro de histórias de lugares e pessoas por meio de um processo coletivo de produção.


Jornalista e fanzineiro


Angelo Davanço, 51 anos, é jornalista e fanzineiro desde 1991. Trabalhou no jornal A Cidade durante 13 anos e, hoje, atua como freelancer na produção de conteúdo para mídias impressas e digitais. Produz fanzines e realiza palestras, oficinas e workshops sobre o tema. É editor do zine A Falecida e coordena o encontro mensal Zine Travessa, na Livraria da Travessa do RibeirãoShopping. Mais de seu trabalho pode ser conferido nas redes sociais @angelodavanco ou no site www.angelodavanco.com.br.


Encontros Plures


O coordenador de Comunicação do Centro Universitário Moura Lacerda, de Ribeirão Preto, e organizador da oficina de fanzines, Fernando Mello, salienta que o “Encontros Plures” foi criado para se tornar uma referência no fomento e na promoção da diversidade cultural na cidade e na região. O projeto está alinhado à missão do Moura Lacerda de construir novas possibilidades de diálogo com a comunidade. A Biblioteca Padre Euclides é mantida pela Sociedade Legião Brasileira Civismo e Cultura, cuja presidente é Fatu Antunes.

0 visualização

© 2020-2019 por Angelo Davanço